O PEC-UrbsNova em resumo

BANNER PAGINA imovel

O PLANO DE ECONOMIA CRIATIVA (PEC-UrbsNova) EM 9 PONTOS

1. O mercado mobiliário move anualmente milhões de reais. A especulação imobiliária vai muitas vezes contra a função social da propriedade.

2. Podemos fazer com que a compra e venda de imóveis gere benefícios sociais, além dos ganhos de proprietários e corretores?

3. A proposta de UrbsNova é criar uma forma de vender imóveis que beneficie a economia criativa em algumas regiões da cidade. O Plano de Economia Criativa retira uma parte do valor da corretagem recebida por um corretor regularmente inscrito no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis e dá descontos para compradores que queiram montar negócios de economia criativa em determinados territórios que receberão esse incentivo.

4. Por outra parte, queremos com isso dar sustentabilidade econômica a imóveis antigos, que, por não estar protegidos, normalmente são vendidos para serem demolidos, causando uma perda de qualidade urbana para a cidade.

5. A construção de novos imóveis é muito importante para o funcionamento da cidade e é parte essencial da economia de Porto Alegre, mas deve ser compatibilizada com a preservação do nosso patrimônio histórico e afetivo. Leis são importantes para isso, mas é necessário também tornar economicamente viável a preservação. Esse é um dos objetivos do PEC-UrbsNova.

6. Além do desconto dado ao empreendedor de economia criativa, uma parte da corretagem  será destinada a investimentos em melhorias na revitalização urbana do território (micro-intervenções).
Exemplos: o restauro de uma fachada ou a pintura de uma parede com um mural ou um grafite.

7. Será sempre dada preferência à profissionais de economia criativa que já estão instalados no território onde ocorreu a venda.
Exemplos: pagar a um designer local para projetar um desenho criativo de uma calçada, ou pagar a um pintor local para pintar um mural em uma parede vazia de um prédio.

8. Neste modelo todos ganham: o proprietário, o futuro empreendedor de economia criativa, o corretor, o território no entorno e os empreendedores de economia criativa já estabelecidos no território.

9. É fundamental para o funcionamento desse círculo virtuoso um último e essencial elemento: a participação de todos que desejam a revitalização urbana de partes da cidade e o desenvolvimento da economia criativa em Porto Alegre. Essa participação é a mais simples de todas, mas a mais importante: divulgar na rede os imóveis ofertados pelo PEC, fazendo que essa informação e esse benefício chegue a um empreendedor de economia criativa, que ao final compre o imóvel, instale o seu negócio, e, com a compra, torne possíveis os investimentos que serão feitos no território.

Para isso são apenas necessários 2 cliques! Curta e Compartilhe!

Isso realmente pode mudar uma realidade.

Quer saber mais sobre o projeto Plano de Economia Criativa de UrbsNova?
Visite a página do projeto:
https://urbsnova.wordpress.com/pec-plano-economia-criativa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s