PEC – Plano de Economia Criativa

Plano de Economia Criativa
UrbsNova Porto Alegre – Barcelona
é uma agência privada de inovação social e como tal seu objetivo é encontrar formas de realizar benefícios sociais através de ações sociais, colaborativas, mas de forma economicamente sustentável, já que não se trata de uma ONG ou associação.

Por isso, lançamos um novo projeto, o Plano de Economia Criativa (PEC-UrbsNova), que reúne todas as características que nossos projetos devem possuir: é inovador, gera benefícios sociais, envolve as comunidades em ações colaborativas e é sustentável economicamente.

Objetivos

O objetivo principal do PEC-UrbsNova é favorecer o desenvolvimento de empresas de economia criativa, do conhecimento e da experiência em territórios com patrimônio histórico em Porto Alegre.
Quando falarmos em Economia Criativa neste texto, queremos dizer sempre Economia Criativa + Economia do Conhecimento + Economia da Experiência.
Veja nossa definição dessas três economias

O foco do plano é identificar imóveis específicos nesses territórios, especialmente casas antigas, e oferecer uma série de vantagens econômicas e sociais na sua venda ou locação.

pelotas_vilaAlém de favorecer a Economia Criativa nessas regiões, nosso segundo objetivo é preservar os prédios com valor arquitetônico ou afetivo e direcioná-los para negócios criativos, como forma de dar sustentabilidade econômica e manter o ambiente urbano característico dessas regiões, independentemente de estarem ou não listados no inventário do patrimônio histórico da cidade.

Mercado imobiliário com fim social

O mercado imobiliário faz circular diariamente milhões de reais em Porto Alegre. Muitas das vendas e locações podem eventualmente gerar benefícios sociais para as comunidades onde se instalam, mas esse não é o primeiro objetivo do negócio de compra e venda. Por outro lado, muitas vezes a especulação imobiliária prejudica o fim social das propriedades. Nossa proposta é direcionar o mercado imobiliário para fins sociais específicos e reverter um pequeno percentual dos recursos gerados na venda em ações diretas que beneficiem as comunidades.
O benefício se dará em micro-projetos de revitalização urbana e na reconversão econômica desses territórios.

Respeitamos o direito de venda ou locação do proprietário e tentamos demonstrar que existem formas de ao final receber o justo pagamento por seu imóvel e ao mesmo tempo gerar um benefício social.

Funcionamento do Plano de Economia Criativa

vendido1. Vantagem do proprietário: o proprietário estabelece o valor de venda (ou locação) e receberá esse valor integral (descontada a corretagem) em prazo menor do que no sistema normal do mercado imobiliário, devido justamente ao caráter social da intermediação e seu maior dinamismo na forma de propagação pela rede;

 

economia2. Vantagem para o comprador que for empreendedor de economia criativa: é oferecido um desconto de aproximadamente 2% no valor de venda, retirado da corretagem (aproximadamente 33% da corretagem), caso o comprador estabelecer uma atividade da Economia Criativa, do Conhecimento ou da Experiência.

.

corretor3. Corretagem e divulgação: todas as transações serão efetuadas por corretor imobiliário autônomo, regularmente inscrito no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis. UrbsNova não faz serviços de corretagem, apenas desenvolve o conceito e  produz material informativo e eventos de divulgação para que a informação sobre o imóvel seja amplamente difundida.
Atenção: caso o imóvel for eventualmente vendido, através de outro corretor, imobiliária, ou mesmo diretamente pelo proprietário, fora do Plano de Economia Criativa, desenvolvido por UrbsNova, não haverá esse desconto para o comprador, sendo ou não um empreendedor de economia criativa, já que o desconto é retirado da corretagem, não do valor líquido do imóvel.

comunidade4. Vantagem dos demais empreendedores de economia criativa já instalados no território:
a) será investido um valor de até 10% do desconto dado ao comprador diretamente sobre o território, buscando uma melhoria do entorno, seja através de eventos, seja através de melhorias concretas que a legislação permitir, planejadas por UrbsNova.
b) na melhoria do território serão contratados por UrbsNova os serviços profissionais da economia criativa que já trabalham no próprio território, como forma de fortalecê-lo.
Caso o imóvel for eventualmente vendido, mas não através do Plano de Economia Criativa, não haverá nenhum investimento no entorno, nem serão contratados outros empreendedores criativos no território. Caso seja vendido, dentro do PEC-UrbsNova, mas não para um empreendimento de economia criativa, não haverá desconto para o comprador, mas será reservado um valor para micro-intervenções de revitalização urbana no território.

compartilhar5. Participação na rede: é fundamental para o funcionamento desse círculo virtuoso um último e essencial elemento: a participação de todos que desejam a revitalização urbana de partes da cidade e o desenvolvimento da economia criativa em Porto Alegre. Essa participação é a mais simples de todas, mas a mais importante: divulgar na rede os imóveis ofertados pelo PEC, fazendo que essa informação e esse benefício cheguem a um empreendedor de economia criativa, que ao final possa comprar o imóvel, ganhe o desconto e, com isso, viabilize os demais investimentos que serão feitos no território. Para isso normalmente são apenas necessários 2 cliques.
Por isso Clique e Compartilhe! E ajude realmente a mudar uma realidade.

Benefícios imediatos

Neste sistema que desenvolvemos todos ganham: o vendedor, o comprador, o corretor autônomo, a comunidade, o território e os empreendedores de economia criativa já instalados.

Os benefícios sociais (descontos, investimentos, etc.) serão pagos com uma parcela da corretagem da venda, que será efetivada por corretor autônomo com registro no CREA e que pagará todos os custos da transação, assim como os impostos devidos.

Dessa forma: a) agilizamos a venda; b) favorecemos certo tipo de comprador com um desconto, c) trazemos mais negócios de economia criativa para o território; d) levamos um benefício direto ao território, através de micro-intervenções que tragam melhorias urbanas, simbólicas ou efetivas, e) utilizamos os serviços dos profissionais da economia criativa já estabelecidos no entorno, aumentando a sua própria sustentabilidade econômica.

Alguns exemplos de micro-intervenções no territórios que serão viabilizadas por uma porcentagem da corretagem:

1. restaurar a fachada de um prédio antigo particular e pagar a arquitetos locais o projeto de restauro;
2. criar uma nova calçada e pagar a um designer local o projeto de design de superfície;
3. criar um mural em uma parede vazia de prédio e pagar a um artista plástico local pela criação e execução do mural;
4. arborizar vários canteiros e pagar a um paisagista local o projeto;
5. após a autorização da prefeitura, pintar alguns postes ou meios-fios na ruas para revitalizar e sinalizar um território e pagar aos artistas plásticos locais para realizar a criação e pintura;
6. comprar vasos com flores e distribuir pelas fachadas de prédios, cujos proprietários desejem participar dessa ação;
7. propor eventos artísticos e culturais gratuitos em espaços públicos do território;
8. criar material de divulgação das atividades no território:
etc… etc….

Uso de vasos de flores em fachadas e pátios.

Uso de vasos de flores em fachadas e pátios.

Benefícios a longo prazo

a) adensamento da Economia Criativa nesses territórios, por sua vez atraindo mais visitantes e assim dando mais sustentabilidade a todos os negócios instalados;
b) com o adensamento, atraímos mais empreendedores de economia criativa e seus clientes para os territórios, criando um círculo virtuoso;
c) o comprador atual, se for empreendedor de economia criativa, será também indiretamente beneficiado, com as futuras vendas em sua área, e indiretamente porque poderá ser pago em futuros benefícios que UrbsNova desenvolverá no território;
d) finalmente, beneficiamos a própria cidade no seu posicionamento estratégico de desenvolver a economia criativa local como um vetor de desenvolvimento social.

Área de atuação do Plano de Economia Criativa

Definimos duas regiões contiguas de Porto Alegre, ambas com projetos desenvolvidos por UrbsNova, que poderão nos próximos anos desenvolver a economia criativa, preservando o seu patrimônio histórico e o seu ambiente urbano, característico da sua identidade.

DistritoC1. Distrito Criativo de Porto Alegre, projeto desenvolvido por UrbsNova, em uma parte dos bairros Floresta, Independência e São Geraldo.

….

….

mapa12. Passeio Independência, projeto desenvolvido por UrbsNova, juntamente com Reviver Independência, URBANA Arquitetura, e Studio 1 Arquitetura, no eixo da Av. Independência e ruas transversais.

O Plano de Economia Criativa-UrbsNova atua sistemicamente. Não se aplica a imóveis isolados, descontextualizado, mas a territórios de inovação e economia criativa. Além dos dois primeiros territórios indicados, outros poderão se somar eventualmente do projeto.

proprietario

Se tiver imóvel a venda nestes territórios, preencha o formulário abaixo, ou, se preferir, entre em contato pelo email agenciaurbsnova@gmail.com .
Caso conheça algum proprietário com imóvel para vender nos territórios acima indicados, divulgue essa possibilidade.

nosso trabalho

UrbsNova é uma agência de inovação social. Como empresa, seu serviço é o desenvolvimento de projetos inovadores e a criação de eventos, virtuais ou presenciais, de forma colaborativa. Por isso, todo o procedimento de intermediação imobiliária será realizado por corretor autônomo, regularmente inscrito no Conselho Regional dos Corretores de Imóveis.

Nosso trabalho específico é recolher e divulgar informações relativas ao imóvel durante a venda. Após a venda, definir as micro-intervenções inovadoras e colaborativas que serão realizadas no território, como parte de projetos mais amplos.

 imoveis

Os seguintes imóveis participam do Plano de Economia Criativa.
Sua divulgação é fundamental para alcançarmos os objetivos sociais que procuramos realizar. Envie por email, compartilhe na redes sociais, imprima um cartaz, de a sua contribuição, por menor que seja.

bannerAntiga Boate Madrigal
Imóvel comercial com 30m de frente, por 50m de comprimento, num total de 1.500m² e com 2500m² de área construida.
Endereço:
Av. Farrapos 1361 e R. São Carlos, 846
Valor: R$ 5.500.000,00
Valor PEC-UrbsNova: R$ 5.390.000,00 (desconto de R$ 110.000,00)
Em caso de venda através do PEC, R$ 11.000,00 serão destinados ao projeto Distrito C de UrbsNova, que se encontra no entorno do imóvel.
Veja todas as informações, fotos e mapas na página de divulgação desse imóvel.

Casa de Apartamentos, ThofehrnCasa de Apartamentos
Construída em 1930-33, projeto do arquiteto checo Robert Wihan, pioneiro do modernismo em Porto Alegre, foi propriedade de Jorge Thofehrn, importante industrial alemão do bairro Floresta na primeira metade do séc. XX.
Valor do imóvel: R$ 1.800.000,00
Com desconto: R$ 1.764.000,00
Imóvel para uso residencial ou comercial, em terreno com 22 m de frente, por 22 m de comprimento, num total de 484 m², com dois andares e aproximadamente 700 m² de área construida. Em caso de venda através do PEC-UrbsNova, R$ 3.600,00 serão destinados ao projeto Distrito C, de UrbsNova, que se encontra no entorno do imóvel.
Veja todas as informações, fotos e mapas na página de divulgação desse imóvel.

Em breve disponibilizaremos mais imóveis.

PECurbsnova

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s