Jorge Piqué | Bio

jorgepique@gmail.com    +55 51 98300994  http://3.bp.blogspot.com/-BQ1phu6rWTY/UI2jaTpw_yI/AAAAAAAARD0/75Wn81RIChk/s1600/facebook_logo+(1).jpg
Professor de língua e literatura grega
Fundador de Logosphera.com e
UrbsNova | Agência de Inovação Social

Formação

Graduação
1982 – 1986 Bacharelado e Licenciatura em Letras pela Universidade de São Paulo (USP) – Português e Grego Antigo
Pós-Graduação
1987 – 1993 Mestrado em Grego pela Universidade de São Paulo (USP), com tema sobre a filosofia da linguagem.
Doutorado em andamento em Filologia Grega, pela Universidade Autónoma de Madrid, como tese sobre poesia homérica.

Experiência Profissional

Professor de Língua portuguesa e Língua e Literatura Grega Antiga na Universidade Mackenzie, São Paulo (1988 – 1989)
Professor de Língua e Literatura Grega Antiga na Universidade Federal do Paraná – UFPR (1993 – 2007)
Diretor do Centro Virtual de Estudos Clássicos na UFPR (1996 – 2007)
Professor de cursos sobre Homero em Studioclio – Instituto de Arte & Humanismo (2007 e 2013)
Criador e Diretor de Logosphera.com, rede social internacional dedicada a educação a distância em Estudos Clássicos (2007 – atual)
Criador e Diretor de UrbsNova | Agência de Inovação Social (2012 – atual)

Currículo Lattes completo na área de Estudos Clássivos

Inovação Tecnológica & Inovação Social

Já em 1986, Jorge Piqué começou a usar computadores MacIntosh, para sua dissertação de mestrado. Paralelamente a seu trabalho em Língua e Literatura Grega Antiga, tem desenvolvido desde 1994 um trabalho direto nas áreas de Internet, Ensino a Distância via Web, Redes Sociais, Webativismo e Inovação Social. A seguir, são apresentadas essas atividades em dois temas: 1. Internet & Educação via internet, que vai do período de 1994 até a atualidade, e 2. Inovação Social, que vai de 2009 até o momento atual.

1.  Internet & Educação via Internet

Inícios da Internet no Brasil (1994)

A Internet era assim …

Em 1994, na Universidade Federal do Paraná (UFPR), o prof. Jorge Piqué começou a usar a rede brasileira BITNET, pois não havia acesso direto à Internet nesta época. Era uma conexão indireta à Internet, mas em poucos meses a UFPR conseguiu oferecer a própria Internet em  pequenos terminais de texto, com fundo preto e letras verdes (foto), conectados ao servidor no mesmo prédio. Poucos professores utilizavam esse serviço, e menos ainda na área de Humanas, pois era necessário ir até o CCE da universidade, fora do Campus central.

Não existia ainda acesso à web, que tinha acabado de nascer em 1991 nas instalações do CERN, na Suíça. Os professores tinham apenas esses pequenos terminais, com os serviços de email, listas de discussão e FTP. Mais tarde, foi criado o protocolo Gopher, um sistema que permitia acessar arquivos via FTP de forma hierárquica, e que era quase uma pré-web. Mas era já o suficiente para, por exemplo, entrar em contato com a lista de discussão LINGUIST, da universidade de Michigan, criada em 1990.
Veja email enviado em 1994, via BITNET (JORGE@BRUFPR.BITNET), à lista LINGUIST, divulgando o I Encontro de Linguística e Línguas Clássicas, coordenado por Jorge Piqué, na UFPR.

Em 1994 se começava a ter acesso a World Wide Web no Brasil e Jorge foi um dos primeiros na UFPR a navegar pela WWW, em um dos servidores Unix do CCE, com a instalação do navegador gráfico Mosaic, criado no ano anterior, o primeiro browser da Internet.

Mesmo os técnicos em informática que trabalhavam na universidade praticamente desconheciam a web em 1994, mas para o professor Jorge já estava claro o seu enorme potencial, especialmente para a educação. Em 1994 foi lançado o Netscape e os professores já tinham  acesso a ele no CCE. Claro que nessa época não havia web comercial ainda, os chamados sites “pontocom”, que começaram apenas em 1999. Essa atividade pioneira na utilização da Internet na UFPR conduziram  Jorge a dirigir algumas ações específicas em seu setor, o Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes (SCHLA).

Direção do Laboratório de Informática do Setor de Ciências Humanas Letras e Artes – SCHLA (1994 – 1996)

Em 1994 foi nomeado Presidente da Comissão Central de Informática do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes (SCHLA), com a missão de criar o primeiro laboratório de Informática do Setor, o Laboratório Central de Informática. Em 1995, Internet era um assunto principalmente para técnicos e professores da área de Ciências Exatas, mas já se davam os primeiros passos para oferecer esse serviço fora do ambiente universitário.

Num primeiro momento, a comissão criou o laboratório com computadores para dar acesso à rede apenas aos professores do Setor, era um recurso limitado. Em seguida, conseguiu-se que o laboratório contasse com uma conexão à internet e foi criado um servidor de emails próprio (@humanas.ufpr.br) e instalado o navegador Netscape nos computadores. Dessa forma, os professores de 10 departamentos das áreas de Ciências Humanas, Letras e Artes tinham acesso no próprio prédio a email e à Web, já que não era possível acesso discado ainda.

Jornal da UFPR 1996
Clique para ampliar

Esse laboratório foi uma inovação no ambiente acadêmico, permitindo o convívio cotidiano entre alguns jovens professores dos 10 departamentos, ávidos por informação e inovação, e que normalmente viviam sem contato diário entre si. Aos poucos, a Comissão ampliou a rede para levar Internet aos gabinetes dos professores e secretarias departamentais, além de oferecer acesso discado domiciliar, Em consequência, abriu-se em seguida o laboratório também para os alunos de pós-graduação e graduação do SCHLA, permitindo a muitos deles seu primeiro acesso a internet, como fonte de informação para suas pesquisas, em uma época que o acesso era extremamente restrito no Brasil.

Página inical do site do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes (UFPR) em 1996. Clique para ampliar.

Nesse contexto de primeiros acessos à web, Jorge dirigiu em 1995 a criação do primeiro site do Setor de Ciências Humanas Letras e Artes, dentro do PROJETO SCHLA ONLINE. Contribuiu na instalação de um servidor web próprio em um dos computadores do laboratório de informática (www.humanas.ufpr.br). Foram enviados questionários aos 10 departamentos, solicitando seus dados básicos, que disponibilizamos por meio do site do SCHLA. Jorge criou pessoalmente as primeiras páginas web do site, usando a linguagem html, tanto na sua arquitetura como no seu design. Nesta época, muitas vezes não se recebiam às vezes os dados mínimos de cada departamento, simplesmente porque a grande maioria dos professores ainda desconhecia a Web e nem sequer utilizavam email. Mesmo assim o projeto era já produzir páginas web com conteúdo informativo sobre o Setor de Ciências Humanas Letras e Artes.
Veja a primeira versão de 1996 do site do SCHLA na Internet WaybackMachine.

Em 1996, o prof. Jorge Piqué escreveu e publicou no site do SCHLA o artigo A Internet e a transformação da vida acadêmica, apresentando o que se tinha a disposição no momento, para a comunidade acadêmica, e as transformações que seriam necessárias para que a Universidade se adequasse ao novo modelo criado a partir da Internet.

Cursos Online via Internet (1996 – 1998)

Jornal da UFPR 1997
Clique para ampliar

Jerrold Maddox, na Penn State University, ministrou na web um curso online, Commentary on Art,  em 1995. Foi o primeiro curso a distância usando a web. Em 1996, de acordo com a proposta apresentada no artigo citado, o prof. Jorge Piqué organizou e divulgou o primeiro curso de extensão completamente não presencial das universidades brasileiras em caráter oficial e pioneiro também internacionalmente na área de Estudos Clássicos, tendo sido iniciado em janeiro de 1997: Curso de Grego Antigo via Internet. Foram abertas somente 10 vagas, em caráter experimental, e recebemos inscrições de Cuiabá, Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Uberlândia, Belo Horizonte, Brasília, Londrina e Teresina.

Página de divulgação do curso online Grego Antigo via Internet (1996)

Veja a página de divulgação, publicada em 1996, do Curso de Grego Antigo via Internet, na WaybackMachine.

Em 1997, Jorge organizou a realização de mais dois cursos online nesses mesmos moldes, ministrados através da UFPR, mas com professores da Argentina e da Espanha: Sofística e Tragédia Grega, que foi ministrado pela profª. Viviana Gastaldi, da Universidad de Bahía Blanca, Argentina,  e  A Poesia Lírica na Grécia Antiga, ministrado pelas então doutorandas Maria Pilar Rivero e Aránzazu Marín Alonso, ambas da Universidad de Zaragoza, Espanha.

Centro Virtual de Estudos Clássicos (1998–2004)

Em 31 de março de 1998 foi criado o Centro Virtual de Estudos Clássicos (CVEC), uma proposta inovadora do prof. Jorge Piqué, uma espécie de startup dentro da organização do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, onde foram reunidos professores de várias universidades, brasileiras e estrangeiras, para oferecer cursos de língua e literatura clássicas a alunos no Brasil e no exterior, exclusivamente via Internet. O CVEC teve mais de 100.000 acessos até 2004.
Atualmente o site está desativado e seu domínio http://www.centrovirtual.org pertence a uma empresa, mas pode ser visualizado ainda por meio da Wayback Machine.

Primeiros cursos online oferecidos pelo Centro Virtual de Estudos Clássicos e coordenados pelo prof. Jorge Piqué:
1998: Língua Grega Antiga I via Internet,  Introdução à Ilíada, La Poesía Lírica en la Grecia Antigua;
1999:  Sofística y Tragedia Griega;
2000: A Odisséia Homérica e o Cultivo da Justiça, Língua Grega Antiga I, Latim I vía Internet.

O Centro Virtual de Estudos Clássicos recebeu uma boa divulgação na mídia regional e nacional, com destaque para a nota no Jornal Folha de São Paulo sobre o seu lançamento, em 1998:

Folha de São Paulo. Coluna Netvox (05/08/1998)

Em 2000, o prof. Jorge Piqué criou a lista de emails Infoclassica – Lista de Notícias sobre Estudos Clássicos. A lista esteve ativa até 2003 e atualmente está desativada, mas pode ser acessada pela Wayback Machine. O prof. Henrique Cairus, da UFRJ, criou uma nova lista InfoClassica, em 2002, que permanece ativa.

O prof. Jorge Piqué permaneceu na Direção do Centro Virtual de Estudos Clássicos até dezembro de 2006.

Logosphera.com (2007 – atual)

A partir de 2005, tendo como base a experiência com o Centro Virtual de Estudos Clássicos, o prof. Jorge Piqué começou a idealizar uma rede social dedicada ao ensino a distância, com foco nos Estudos Clássicos. Diferentemente do CVEC, seria uma iniciativa independente da Universidade e de caráter internacional. Em 2007, nasceu oficialmente a rede social Logosphera.com | Classics Community & Education, onde foram oferecidos inicialmente  cursos online de grego antigo e latim em português, além de cursos sobre literatura grega.

A rede já teve dezenas de alunos e participam nela interessados em Estudos Clássicos de mais de 50 países. O prof. Jorge Piqué, além da direção, oferece os cursos de língua e literatura grega antiga online.
Currículo resumido em Logosphera.com.

Página inicial de Logosphera.com (2007-atual)

Experiência com informática

Windows: Office (avançado)
Criação de páginas web: Dreamweaver (avançado)
Programação: Linguagem C# (básico)

2. Inovação Social

A partir de 2009, Jorge Piqué começou a desenvolver de forma voluntária uma série de projetos e ações, que visavam um impacto direto sobre a realidade, todos com características sociais, onde se valoriza a colaboração entre os participantes, utilizando como ferramenta as tecnologias sociais disponíveis, especialmente redes sociais. Primeiro, em Barcelona, a partir de 2009, e,  posteriormente, em Porto Alegre, a partir de 2010.

Barcelona

Conmemoración Barcelona – Rio 2016 (2009)

Quando, em outubro de 2009, foi anunciada, em Copenhagen, a escolha do Rio de Janeiro como a sede dos Jogos Olímpicos de 2016, Jorge morava em Barcelona, onde desenvolvia a sua tese de doutorado, e percebeu que a comunidade de brasileiros estava muito contente e orgulhosa por essa escolha, apesar das preocupações naturais com essa responsabilidade. Por isso,  idealizou  e realizou, juntamente com Cris Gil e Gus Vieira, a Conmemoración Barcelona – Rio 2016, convocada pelo orkut e pelo facebook.

Foi uma grande festa de rua, no dia 12 de dezembro de 2009, onde entre 400 e 500 pessoas, brasileiros, espanhóis e outros estrangeiros, morando em Barcelona, vestidos de verde ou amarelo, com bandeiras, faixas, ao som da batucada afro do grupo Ketubara, e com a presença de grupos de capoeira de Barcelona, puderam manifestar essa alegria por sermos sede dos futuros Jogos Olímpicos, os primeiros na América do Sul.

Percorremos o Passeig de Colom, desde a escultura de Roy Lichtenstein, até a Estátua de Colón, no final das Ramblas, ao longo Port Vell, o antigo porto da cidade, revitalizado para os Jogos Olímpicos de 1992. Contamos com o apoio do Consulado-Geral do Brasil en Barcelona e de várias associações de brasileiros e sul-americanos, atuantes na cidade.

Veja mais fotos na página sobre a comemoração.

Abaixo apresentamos um dos muitos videos feitos sobre a Comemoração, no seu final junto à Estátua de Colombo, onde as Ramblas encontram o porto antigo da cidade:

Porto Alegre (2010 – 2012)

Jorge Piqué voltou a morar em Porto Alegre em  2010 e começa a desenvolver uma série de ações no âmbito da inovação social, que se integram a um movimento mais amplo, que acontecia  na cidade, desenvovido por diferentes pessoas e organizações.
Ver participações em eventos (em breve)

1. Grupo Movimento Quero Cais (2010 – atual)

É administrador, com Gilberto Simon, do grupo Movimento Quero Cais, no facebook, que apoia o atual projeto de Revitalização do Cais Mauá, do arquiteto espanhol Fermín Vázquez. Além da divulgação de notícias sobre o projeto e discutir esse tema, entregou juntamente com outros participantes do grupo de uma carta de apoio ao projeto para o Governador do Estado, Tarso Genro, ao Prefeito José Fortunati, à então presidente da Câmara de Vereadores, Sofia Cavedon, e ao então diretor-superintendente da SPH-RS, Vanderlan Vasconselos.
http://www.facebook.com/groups/querocais/
Blog: http://querocais.blogspot.com.br

Entrega ao Prefeito José Fortunati, em nome do Movimento Quero Cais, de carta de apoio ao projeto de revitalização do Cais Mauá. Presentes o secretário municipal de turismo, Luiz Fernando Moraes, o secretário Capelari (EPTC),  José de Jesús dos Santos, presidente do SINDPOA, e o vereador João Nedel, presidente da FRENTUR da Câmara de Vereadores (abril de 2011).

Entrega da carta de apoio ao Cais Mauá ao Gov. Tarso Genro ( novembro de 2011).

No segundo semestre de 2011, colaborou com a Coordenadoria de Relações Internacionais, da Secretaria Municipal de Coordenação Política e Governança Local (SMGL), para preparar a apresentação do Projeto de Revitalização do Cais Mauá no 10º Congresso da Rede Metropolis, que se realizou em Porto Alegre, em novembro de 2011. Foi organizada uma visita técnica para os congressistas, a bordo do Barco Cisne Branco, ao longo de todo o Cais Mauá, orientada pelo arquiteto espanhol Fermín Vázquez, autor do projeto.

Congresso Metropolis - Visita técnica ao Cais Mauá

10º Congresso Metropolis – Visita técnica ao Cais Mauá

Jorge Piqué e Fermín Vázquez

Jorge Piqué e Fermín Vázquez na visita técnica ao Cais Mauá, organizada para o 10º Congresso Metropolis.

O grupo Quero Cais vem informando e discutindo todas as questões sobre o projeto de revitalização do Cais Mauá, e tem inclusive repercussão na mídia impressa, como no caso da página Informe Econômico, da jornalista Maria Isabel Hummes, do jornal Zero-Hora.

Informe Econômico

2. Colaboração com o Viva o Centro a Pé (2011 – 2012)

Vanderlan Vasconselos, Liane Klein e Jorge Piqué

A partir da ação no Movimento Quero Cais, Jorge propos e ajudou a organizar dois passeios pelo Cais Mauá, juntamente com Liane Klein, do Viva o Centro a Pé. O primeiro, em 2011, celebrando os 90 anos do Cais Mauá, partindo da Praça Edgar Schneider e indo a pé até a Usina do Gasômetro, com a orientação do arquiteto Helton Estivalet Bello e do então diretor-superintendente da SPH-RS, Vanderlan Vasconselos.

Vanderlan Vasconselos da SPH-RS e Liane Klein., do Viva o Centro a Pé.

O segundo passeio foi uma edição especial do Viva o Centro a Pé, com o Barco Cisne Branco, de Adriane Hilbig, em janeiro de 2012, visitando pelo Guaíba os Cais Mauá, Navegantes e Marcílio Dias, já que o acesso a esta zona portuária é proibido. Orientaram o passeio o então diretor-superintendente da SPH-RS, Vanderlan Vasconselos, e o coordenador do Gabinete de Assuntos Especiais da prefeitura de Porto Alegre, Edemar Tutikian.

Jorge Piqué, Liane Klein e Edemar Tutikian, a bordo do Cisne Branco, em frente ao Pórtico do Cais Mauá.

+ fotos (Blog Porto Imagem)

Abaixo um dos muitos videos realizados, no caso, da parte final do do trajeto junto à Usina do Gasômetro.

3. Grupo Porto Alegre & Barcelona (2011 – atual)

É o criador e administrador do grupo Porto Alegre & Barcelona, no facebook, que procura conectar pessoas que tem vínculos sociais, familiares, educacionais ou profissionais com as duas cidades e com Catalunha em geral e Rio Grande do Sul.

http://www.facebook.com/groups/poabcn/

…..

http://www.facebook.com/groups/poabcn/

Grupo Porto Alegre & Barcelona no Facebook

4. Organização de eventos de Pere Álvaro em Porto Alegre (2012)

Em março de 2012, Jorge propos e colaborou na organização de dois eventos em Porto Alegre, aproveitando a presença de Pere Álvaro, diretor do Estúdio BISDIXIT de design gráfico.

Estudio Bisdixit é uma empresa sediada em Barcelona, especializada em comunicação gráfica e muito especificamente no campo da cultura. A clientela do Estudio Bisdixit é especial, o estúdio se dirige principalmente à instituições públicas e privadas culturais. Sua especialidade é comunicar para um amplo público, sem que exista uma intenção de vender un produto determinado. Suas ações são principalmente a promoção de um território, museus, editoras, instituições educacionais, fundações, etc.

Informações sobre Pere Álvaro e Estudio Bisdixit

Palestra O Design da Cultura vs. A Cultura do Design
Local: Instituto Cervantes de Porto Alegre
Pere Álvaro apresentou uma projeção e comentou sua experiência no trabalho com seus clientes, grande parte publicada no livro Visualizing Culture.

Evento no facebook: http://www.facebook.com/events/374618982556469/

Apresentação de Pere Álvaro no Instituto Cervantes.

Mesa redonda Design, Cultura e Cidade
Local: Espaço gastronômico Xavier260 – Cuina Catalana
Organização: StudioClio – Instituto de Arte & Humanismo
Foi discutida a interface entre instituições culturais públicas e privadas e o público. Após uma apresentação de Pere Álvaro, interviram a profa. Dra. Paula Ramos, professora e pesquisadora do Departamento de Artes Visuais do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, o arq. Luiz Antônio Custódio, Coordenador da Memória Cultural da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre, e o prof. Dr. Francisco Marshall, da UFRGS e curador do StudioClio.

Pere Álvaro, Francisco Marshall, Paula Ramos e Luiz Antônio Custódio.

5. Limpeza da Prainha do Iberê (2012)

No dia 22 de abril de 2012, um grupo de 60 a 70 pessoas coletou de forma voluntária cerca de 1 tonelada de lixo da orla em frente a Fundação Iberê Camargo, que a partir de então chamamos de “Prainha do Iberê”. Jorge Piqué participou diretamente da organização do evento, juntamente com Tiago Aquines, Pedro Loss, e Espiral Positiva. A ação foi organizada através de um evento no facebook.

Organização: Pedro Loss, Tiago Aquines, Espiral Positiva (não está na foto) e Jorge Piqué, em frente à Fundação Iberê Camargo, que apoiou o evento.

Retirando um pneu da Prainha do Iberê, com Tiago Aquines.

Video  sobre a limpeza da Prainha do Iberê (com entrevistas):

Uma descrição completa da ação e seu impacto na mídia, com muitas fotos, pode ser encontrada no post DIA DA TERRA – LIMPEZA DA ORLA DO GUAÍBA (em frente à Fundação Iberê Camargo)

Resultado da ação: uma prainha limpa para ser ocupada, pela população.

Prainha do Iberê, com a Fundação Iberê Camargo ao fundo (Foto Diego Maciel Neves).

6. Retomada da Prainha do Iberê (2012)

No dia 1º de maio de 2012 o mesmo grupo voltou à Prainha do Iberê para uma série de atividades culturais e de ativismo, no sentido de reocupar aquele espaço, através do evento Retomada da Prainha do Iberê. A ação foi organizada através de um evento no facebook. Novamente o evento foi organizado por Jorge Piqué, Tiago Aquines, Pedro Loss e Espiral Positiva.

Nota sobre o evento Retomada da Prainha do Iberê, no Jornal Metro.

Depois dessas atividades, Jorge criou o grupo Prainha do Iberê, no Facebook, com a proposta de divulgar novas ações no mesmo local e de manter o interesse em dar a ele um melhor uso para a cidade.

7. Centro de Eventos Gaúcho no Morro Santa Teresa (2012 – atual)

É o criador e Administrador do grupo Centro de Eventos Gaúcho no Morro Santa Teresa, no facebook, que apoia o Morro Santa Teresa para ser o local do futuro Centro de Feiras e Eventos do RS, com projeto do arquiteto Oscar Niemeyer. Em outubro de 2012 organizamos uma manifestação de apoio ao local no Mirante do Santa Tereza. Criamos o documento Sete Razões para o Santa Tereza, que entregamos à secretária estadual de turismo, Abgail Pereira, ao secretário municipal de turismo, Luiz Fernando Moraes, e ao vereador João Carlos Nedel, presidente da Frente Parlamentar de Turismo da Câmara Municipal.
http://www.facebook.com/groups/477609732249799Ajudei a orga

Jornal Metro

Entrega ao secretário municipal do turismo, Luiz Fernando Morais, do documento Sete Razões para o Santa Tereza (04/11/2012)

Entrega ao secretário municipal do turismo, Luiz Fernando Morais, do documento Sete Razões para o Santa Tereza (04/11/2012)

Entrega do documento à Secretária Abgail, com Maria Julia Macagnan e Álvaro Machado, ambos também da Secretaria Estadual de Turismo.

No dia 7 de agosto de 2012 Jorge Piqué deu esta entrevista a TV Educativa, para divulgar o movimento em favor da escolha do Morro Santa Tereza. A secretária Abgail também falou sobre o projeto do governo e da sua imporância Ainda estamos esperando a decisão dos arquitetos, já que depende de questões técnicas também.

8. Grupo Morros e Arroios de Porto Alegre  (2012 – atual)

Morro da Polícia

Os Morros de Porto Alegre são locais especiais da cidade. Entretanto, talvez sejam um dos elementos da nossa natureza mais abandonados e desconhecios. Por isso Jorge criou o grupo Morros e Arroios de Porto Alegre, no Facebook, como uma maneira de lembrar os nossos morros, divulgar o que acontece e refletir em como podemos fazer deles lugares para desfrutar da nossa cidade.

Por outro lado, estão nos morros as nascentes dos nossos arroios, a maior parte deles desemboca no Arroio Dilúvio, que por sua vez desemboca na Lago Guaíba. Muitos desses arroios estão em péssimas condições devido à poluição.
Essa unidade ambiental (morros – nascentes – arroios – Dilúvio – Guaíba) é uma parte muito importante do meio-ambiente da cidade.

9. Grupo Escola da Bicicleta no Parque Marinha (2012 – atual)

Criador e Administrador do grupo Escola da Bicicleta no Parque Marinha, no facebook, que quer organizar no Velódromo do Parque Marinha um escola para ensinar adultos e crianças  a andar de bicicleta em um ambiente seguro e com apoio de voluntários.
Em principio ao domingos de tarde voluntários se reuniriam para ensinar as pessoas.

Velódromo do Parque Marinha

Este projeto foi encampado por UrbsNova, que participa na organização da BiciEscola Parque Marinha.

10. Expedição às Nascentes do Arroio Dilúvio

Nascente limpa do Arroio Dilúvio

Jorge organizou através de um grupo e um evento  no Facebook, uma expedição às nascentes do Arroio Dilúvio, que se localizam no Parque Saint-Hilaire. Essa expedição é parte de uma ação mais ampla, desenvolvida por Espiral Positiva, em defesa do Arroio Dilúvio, por meio do grupo Eu quero o Arroio Dilúvio Despoluído e Limpo.

A expedição ocorreu no dia 1º de setembro de 2012, com apoio da Direção do Parque Sain-Hilaire. O objetivo era conhecer o local, seus problemas, e conversar sobre ações em favor do Projeto de Revitalização do Arroio Dilúvio, conduzido por convênio entre UFRGS, PUCRS, e prefeituras de Porto Alegre e Viamão.

Expedição às nascentes do Arroio Dilúvio (foto: Carlos Idiart)

Video que mostra uma das nascentes limpas do Arroio Dilúvio.

11. Protesto pela demolição do Ed. Mostardeiro

Em dezembro de 2012, em praticamente 3 dias, foi demolido todo um prédio dos anos 50, na Av. Mostardeiro, esquina com a R. Comemdador Caminha, construído pelo Eng. Leôncio Keiserman, que foi um dos fundadores do famoso Clube de Cultura de Porto Alegre, hoje em dia, tombado pela Prefeitura. O Ed. Mostardeiro não estava tombado ou inventariado, e por isso a derrubada foi  legal, mas não por isso menos lamentável ….

EdMostardeiro

No dia 9 de dezembro de 2012, um grupo de defensores do patrimônio, organizados a partir de um evento no facebook, criado por Jorge Piqué, Tárik Matthes Teixeira e Lucas Volpatto, que denunciou em primeiro lugar a demolição, se reuniu em frente ao local para expressar seu luto e para lembrar que muitos prédios ainda estão correndo esse risco, por não estar no inventário do patrimônio cultural, e não só nos Moinhos de Ventos, mas em outros bairros, como Petrópolis, Floresta, Lindóia, etc.

Foto: Miréia

Grupo em frente ao local onde se localizava o Ed. Mostardeiro.             | Foto: Miréia Borges

Houve repercussão na mídia. A blogueira Miréia Borges, de ZH Moinhos Online, escreveu, em 26/12/2012, o artigo A luta entre o existente e o desconhecido e na edição impressa de ZH Monhos, do dia 27/12/2012, toda uma página foi dedicada ao tema.

Com a criação em 2012 de UrbsNova Porto Alegre – Barcelona | Agência de Inovação Social, Jorge Piqué se dedicou a um trabalho de divulgação através dos posts publicados neste blog e na criação de eventos e projetos que visam a inovação social.

12. Apresentação de Caroline Couret na 1ª Conferência Brasileira de Turismo Criativo Porto Alegre (22-23/10/2013)

joao alves 13

Caroline Couret criou e atualmente dirige a Creative Tourism Network® e o Barcelona Creative Tourism.

Site: 1ª Conferência Brasileira de Turismo Criativo

Participação em eventos

16-08-2013 Seminário A Relação das Instituições do Ensino Superior com seus Patrimônios Edificados. Dia do Patrimônio Histórico.
Auditório da Faculdade de Arquitetura da UFRGS.

UrbsNova | Agência de Inovação Social
Visite e curta nossa page no facebook