Arquivo mensal: setembro 2014

Entrevista: Pintoras de Barcelona em Porto Alegre

20140322_102319

Neste post, uma entrevista com duas pintoras de Barcelona, que moram em Porto Alegre.

Introdução

UrbsNova Porto Alegre – Barcelona é uma Agência de Inovação Social, que além de propor uma série de projetos e eventos que buscam uma mudança social, trabalha no sentido de aumentar as conexões entre  Porto Alegre e Barcelona.

Dentro deste objetivo, propomos ao movimento internacional Walking Gallery, que nasceu em Barcelona, um projeto colaborativo entre os artistas das duas cidades. A proposta do Walking Gallery é criar caminhadas, onde artistas levam as suas obras de arte pelas ruas, aumentando o contato da população com pinturas, desenhos, e até mesmo esculturas. Essas caminhadas já aconteceram em várias cidades europeias e latino-americanas, como Barcelona, Bilbao, São Paulo, etc.

Nossa proposta era realizar um único Walking Gallery, num mesmo dia, em duas cidades diferentes. Assim, num sábado, pela manhã, seria realizado em Porto Alegre e, pela tarde, em Barcelona. As duas caminhadas seriam fotografadas, filmadas e compartilhadas simultaneamente pelas redes sociais.

O Walking Gallery Porto Alegre – Barcelona (veja o evento facebook) aconteceu no dia 22 de março de 2014 e foi um sucesso. Aqui algumas fotos em Porto Alegre e Barcelona.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Veja aqui todas as fotos do evento.

Veja o filme do Walking Gallery Porto Alegre – Barcelona

Durante este Walking Gallery especial em Porto Alegre, com a participação de 50 artistas, duas pintoras de Barcelona, ambas moradoras na cidade, há muitos anos, se conheceram, Eva Montoliu e Satyam Jemima.

Kiran Federico Léon_Eva
Eva Montoliu

Neusa Lehugeur_conde2
Satyam Jemima

Neusa Lehugeur_Celare_catalanas
Satyam Jemima e Eva Montoliu

Desta coincidência nasceu a ideia de criar este post, entrevistando as duas artistas catalãs, para conhecer um pouco mais as suas histórias, que as trouxeram a Porto Alegre e seu trabalho com arte.

Entrevista com Eva Montoliu

UrbsNova – ¿De dónde eres en Cataluña? Háblanos un poco acerca de tu ciudad.

evaEva – Soy de Barcelona, naci y vivi hasta los 24 años en el Example barcelonés. Mi ciudad es dinámica, alegre, con espíritu joven, aunque llena de historia, cultural, activa, bañada por el Mar Mediterraneo….poco más podría pedir como mi ciudad natal!!

UrbsNova – ¿Cuándo y porqué has venido vivir en Porto Alegre?

Eva – Llegué a Porto Alegre el 10 de Enero del 2003. A mi marido le ofrecieron un trabajo en una compañía española que queria instaurar aqui, y vimos una buena manera de conocer otras culturas y tener una nueva experiencia….aunque Brasil nos conquistó, y no tenemos intención de volver.

UrbsNova – ¿Cuál es tu actual actividad profesional en Porto Alegre?

5Eva – Soy Diseñadora de Interiores, algo parecido a lo que aqui llamáis de Arquiteto, y en Barcelona trabajé durante unos 20 años. Pero al llegar a Porto Alegre, y en aquel entonces llegué como “esposa de…”, no me estaba permitido trabajar. Al principio era todo novedad, pero necesitaba llenar mis horas, realizarme….. Y fué cuando me encontré con la pintura. Ahora no me imagino sin el pincel en la mano, es mi pasión, hobby y profesión. ¿Qué más puedo pedir? Aquí fué donde hice mi primera exposición, que fue muy importante para mi y me permitió hacer otras también en solitario y participar también de colectivas.

UrbsNova – ¿Qué hechas de menos aquí?

Eva – Siento falta de mi familia y amigos más antiguos, que dejé ahí. Viviendo tan lejos, te acostumbras, pero nunca te olvidas. Los amigos brasileños aqui y sobretodo los que están en la misma situación que yo, son mi pequeña familia que suple el churrasco del domingo..kkkk
Y, como no, un buen auténtico serrano!!
El resto, uno ya se acostumbra a disfrutar de los placeres culinarios españoles cuando vamos de vacaciones….el pescado por ejemplo!

UrbsNova – ¿Qué más te gusta en Porto Alegre?

Eva – Me encanta la gente, alegre, siempre feliz, uno de los grandes motivos por los que nos hemos adaptado tán bien a este pais. Y el verde, la vegetación tan exuberante, te hace sentir llena de energia, con los pulmones llenos para enfrentarlo todo!

UrbsNova – ¿Cuáles semejanzas hay entre tu ciudad natal, y Catalunha en general, y Porto Alegre y el Rio Grande do Sul?

Eva – Básicamente creo que tanto Barcelona como Porto Alegre tienen el mismo espíritu y filosofia de “vida”. Las dos ciudades están bañadas por agua, una por el Mar Mediterráneo y la otra por el Rio Guaíba. Pero lo que mas me interesa de esta relación, es que parecen que las dos están muy interesadas en el futuro.
Un futuro de innovación, de creación, hasta las dos están inmersas en sendos proyectos de recuperación de antiguos barrios ( Poble Nou – Floresta), recuperando antiguas viviendas, creando nuevos espacios para parques, manteniendo y dando énfasis al patrimonio existente, en fin….no es de extrañar que después de tantos años me sienta tan a gusto en mi cuidad de adopción, Porto Alegre!!

UrbsNova – Un consejo para los gauchos que viven ahora en Barcelona.

Un consejo para ir a Barcelona, aprender un poquito de catalán (“si us plau”, “gracies”, etc.) conocer un poco de nuestra historia, y sobre todo, andar, andar, y andar mucho por el Barrio Gótico de Barcelona, único!!

 Entrevista com Jemima Gil Fuentes (Satyam Jemima)

UrbsNova – ¿De dónde eres en Cataluña? Háblanos un poco acerca de tu ciudad.

20140514_161754Jemima – Soy de Barcelona. Me crie en el barrio de La Verneda. Barcelona es una ciudad bastante cosmopolita, especialmente en los últimos años el número de estrangeros aumentó mucho y creó mucha diversidad.  Tenemos muchas obras de arte, en verdad. Para mi, caminar por Barcelona es como pasear por um museo, nuestra arquitectura es muy hermosa. con combinaciones modernistas y antiguas, Gaudí es nuestro gran arquitecto, crecí yendo al parque Guell. Los mosaicos son bastante comunes. Barcelona es famosa también por la fiesta nocturna, shows, teatro, bares.

UrbsNova – ¿Cuándo y porqué has venido vivir en Porto Alegre?

Jemima – Vine en 2005, viné a hacer un trabajo de autoconocimiento llamado “Pai e Mãe”, que se realiza en la Comunidad Osho Rachana y fui quedándome hasta hoy. Vivo en la comunidad desde entonces.

UrbsNova – ¿Cuál es tu actual actividad profesional en Porto Alegre?

Jemima – Soy masoterapeuta ayurveda y artista plástica.

UrbsNova – ¿Qué hechas de menos aquí?

Jemima – Más cultura, arte, gente tocando en la calles, metro, playa, calefacción y mmm… honestamente… dinero.

UrbsNova – ¿Qué más te gusta en Porto Alegre?

Jemima – Mmmm, la Praça da Alfandega, Casa de Cultura Mario Quintana, la parte vieja de la ciudad, alrededor de estos lugares. Bom Fim, Menino Deus. El atardecer.

1UrbsNova – ¿Cuáles semejanzas hay entre tu ciudad natal, y Catalunha en general, y Porto Alegre y el Rio Grande do Sul?

Jemima – Difícil, mmmm, creo que las personas se parecen un poco, los dos tenemos esa cosa de orgullo territorial, de independentismo. Creo que Barcelona es bastante roquera también.

UrbsNova – Un consejo para los gauchos que viven ahora en Barcelona.

Jemima – Aprovecha todo lo que puedas, camina por las calles y respira el olor del mar en la ciudad, come paella, tapas, bebe sangria, cerveza Estrella. Escucha las personas hablando en la calle, oye a los viejecitos contar sus aventuras. Visita todos lo museos que puedas y La Pedrera, La Casa Batlló, Parque Guell. Y tómate um baño en la playa. Mmm, saudades …

Más cosas …

Eva Montoliu fué uno de los españoles que participaran del programa Españoles en el Mundo, de Televisión Española, realizado en Porto Alegre. Ver a partir del minuto 34:00.

Satyam Jemina en este momento expone dibujos en la Galeria Espaço Cultural Duque.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

Sobrado de Egídio Petrucci, na R. São Carlos (locação)

20140729_150631  20140729_150651

UrbsNova divulga também imóveis para locar em seus projetos, no sentido de valorizar o patrimônio histórico que temos, no caso, no Distrito Criativo, e de atrair mais negócios de economia criativa, do conhecimento e da experiência para este território. Neste caso, apenas estamos divulgando um imóvel que tem qualidades e tem potencial para atividades criativas ou culturais.

Este sobrado está para alugar na Rua São Carlos, n.º 716, bairro Floresta.
O projeto está registrado na Prefeitura com data de 1931 e está em boas condições, segundo avaliação de um arquiteto, conhecedor de casas antigas.

Está situado próximo à Praça Florida e no entorno se encontram muitos participantes do Distrito Criativo, marcados como pontos azuis (ver mapa do Distrito C no Google Maps).

mapa

O aluguel é de R$ 2.300,00, para uso residencial, e R$ 2.500,00, para uso comercial, mas negociável. Entrem diretamente em contato com o representante do dono do imóvel:
Marino, cel 51 99720189
obs: neste caso UrbsNova não tem nenhuma relação com a comercialização deste imóvel, estamos apenas divulgando. Não é um imóvel dentro do Plano de Economia Criativa-UrbsNova.

A casa tem interesse histórico. No projeto está indicado como construtor o italiano Egídio Petrucci.

Segundo Günter Weimer, consta que Egídio Petrucci foi o construtor, poucos anos antes, do Teatro Coliseu em 1928 e de um edifício na esquina da Andradas com General Portinho (embora o Coliseu seja atribuído também a outros construtores). Também em 1928 construiu o Cine Teatro Petersen, na atual av. Osvaldo Aranha. Foi um dos sócios da firma Lima & Petrucci, que atuou de 1929-31 e que construiu algumas residências luxuosas. WEIMER, 2004, op.cit.p.136.

Segundo Renato Menegotto, em sua tese Cultura arquitetônica italiana na construção de residências em Porto Alegre: 1892-1930, de 2011, “empreendimentos do construtor Egídio Petrucci, ao contrário, ofereciam habitações em que a abundância decorativa era a tônica.”, mas nesta casa da R. São Carlos temos uma decoração mais sóbria, talvez para se adequar às demais casas do entorno.
A casa possuía garagem, algo não muito comum na época e que revela “um diferencial de status social dos moradores.”

O trabalho de Petrucci, no final da década, pode se inserir no contexto de alterações funcionais, de dimensionamento da habitação e de indefinições “estilísticas”. Seus conjuntos de casas utilizavam toda a extensão de testada do terreno, em que não há previsão de recuos laterais. As fachadas, frontal e posterior, são valorizadas como planos destinados à aeração de cômodos. O pátio de fundos não só possibilita ventilação e iluminação aos interiores, mas é utilizado com espaço de atividades de lazer e de serviço. De outra parte, a linguagem arquitetônica de Petrucci, nas obras analisadas, ao conceder importância à ornamentação, muito possivelmente sensibilizava o usuário. A partir de sua maior legibilidade estética infere-se serem casas destinadas à camada da população de médio poder aquisitivo. Mais distantes do léxico arquitetônico classicizante, eram, por tal condição, consideradas “modernas”. (Menegotto, p. 277)

Conjunto de residências na Lopo Gonçalves, projetado por Petrucci, em 1928:

Foto: Jorge Piqué

Foto: Jorge Piqué

Outras residências construídas por Petrucci, segundo Menegotto: Rua Casemiro de Abreu (1928), Travessa da Paz (1929), Rua da República (1929), Rua Otávio Rocha (1929) e R. Felipe Camarão (1930).

Planta original de 1931 do sobrado em locação não R. São Carlos.

Egídio Petrucci

Fonte: Arquivo Municipal. Clique para ampliar.

Fotos internas (clique para ampliar)

Tem 4 quartos, 2 banheiros, pátio interno, banheiro no pátio. Ligação entre o pátio e a garagem.

20140805_145348 20140805_145337

20140805_145245 20140805_145256

20140805_145111 20140805_144925

20140830_141245 20140805_145316

20140805_144950

 

WORKSHOP “ESTRATÉGIAS PROJETUAIS NO 4º DISTRITO”

UrbsNova participará no workshop realizado pela Unirriter em parceria com Mackenzie/SP, com organização da Prof. Arq. Luciana Fonseca. Levaremos o grupo de participantes por uma caminhada pelo 4º Distrito, no dia 23 de setembro, incluindo um dos nossos projetos, o Distrito Criativo:
“Campo a fora: do sul ao norte do 4º Distrito”: Campo guiado com Jorge Piqué. (manhã e tarde)

Veja abaixo as informações sobre o workshop, que contará com os alunos da FAU Mackenzie/SP, que virão a Porto Alegre especialmente para isso.

WORKSHOP “ESTRATÉGIAS PROJETUAIS NO 4º DISTRITO”
www.estrategiasprojetuais.com
Extensão – 40 horas
UNIRITTER + FAU MACKENZIE

O Workshop que ocorre de 20 a 27 de setembro, no campus UniRitter Porto Alegre, irá gerar propostas com ênfase às definições projetuais de volumetrias e/ou morfologia urbana.
As equipes de alunos da FAU Mackenzie e UniRitter irão trabalhar sobre uma base de decisões estratégicas de planejamento, isto é, sobre um cenário previamente construído. Estão previstas atividades externas, e em ateliê.

projetos

Corpo docente:
FAU Maczenzie: Professores Luiz Guilherme Rivera de Castro, Carlos Arriagada e Paula Jorge.
UniRitter: Professores Luciana Marson Fonseca, Daniele Caron e Artur Wilkoszynski.
Palestrantes convidados UniRitter: Professores Maturino Luz, Jânerson Coelho e Marcos Almeida.
Palestrantes externos convidados: Jorge Piqué (UrbsNova / Distrito Criativo)  e Arq. Pedro Xavier – Metroplan, PAC mobilidade 4º Distrito.
Professores convidados: Custodio Bolcatto (IPHAN) e Eclea Mullich (GPIT – Grupo de pesquisa Identidade Território – PROPUR/UFRGS)

O workshop é aberto a todos, não apenas a alunos e profissionais de arquitetura.

PROGRAMA (CLIQUE PARA AMPLIAR)

programacao

Inscreva-­se no link:
https://inscricoes.uniritter.edu.br/inscricaoEventos.php?idEvento=2897&idFormulario=2&sequencePage=inscrever

Alguns dos locais que visitaremos no passeio organizado pela UrbsNova:

CC100

fachada

Famiglia Facin

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Cantina Famiglia Facin

Vila Flores

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Vila Flores

 Moinho Germani

Moinho Germani

Moinho Chaves

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Moinho Chaves

Visita da UNIVATES ao Distrito Criativo e ao 4º Distrito

Visita da Univates ao Distrito Criativo

Foto Lúcia C. Melchiors.

Sábado, dia 30 de agosto de 2014, levamos uma turma de aproximadamente 30 alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, da UNIVATES de Lajeado, pelo Distrito Criativo, um projeto da UrbsNova, e por parte do 4º Distrito. O visita foi organizada pelo prof. César Bernardes Wagner, que realiza com os alunos da disciplina Projeto Urbano II, um trabalho na área do 4º Distrito de Porto Alegre.

O 4º Distrito é uma ampla zona ao norte da cidade, com aproximadamente 1.000 ha.
Foi no início do séc. XX a principal zona industrial da cidade.

Quarto Distrito e Distrito Criativo

O Distrito Criativo é um projeto que reúne 67 artistas e empreendedores de economia criativa, do conhecimento e da experiência, principalmente  em uma parte do bairro Floresta, mas não só. Tem aproximadamente 80 ha.

Trajeto a pé e de ônibus

A visita começou às 10hs no CC100 (ponto amarelo no mapa abaixo) e fizemos um percurso a pé pelo Distrito Criativo e pelo 4º Distrito (linha laranja).
No Moinho Chaves, tomamos um micro-ônibus que foi pela Av. Voluntários da Pátria, no sentido norte, tomando à direita a Av. Sertório, retornando pela Av. Roosevelt e novamente pela Av. Voluntários, mas no sentido sul, até o Centro, concluindo o passeio por volta das 13:30.
Às 15hs os participantes retornaram ao CC100 para uma visita mais completa.

Veja o trajeto completo no Google Maps

Fotos da Visita

Ponto de Partida: CC100
Nos reunimos em frente ao CC100 para iniciar a caminhada pelo Distrito C, do qual o CC100 também faz parte. Quem recebeu o grupo foi Auber Césaro, proprietário. A tarde o grupo voltou ao CC100 (ver fotos abaixo).

Visita Univates ao Distrito C & 4 Distrito | CC100

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita Univates ao Distrito C & 4 Distrito | CC100

Foto Jorge Piqué.

Visita Univates ao Distrito C & 4 Distrito | CC100

Foto Jorge Piqué.

Visita Univates ao Distrito C & 4 Distrito | CC100

Foto Jorge Piqué.

Visita Univates ao Distrito C & 4 Distrito | CC100

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita à Cantina Famiglia Facin
A cantina é um dos participantes do Distrito Criativo e se localiza nos subterrâneos da chaminé da antiga Cervejaria Continental, hoje parte do Shopping Total.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Cantina Famiglia Facin

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Cantina Famiglia Facin

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Cantina Famiglia Facin

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Cantina Famiglia Facin

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Cantina Famiglia Facin

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Cantina Famiglia Facin

Foto Lúcia C. Melchiors.

 Vista a antiga Cervejaria Bopp, de 1911-14, projeto de Theo Wiederspahn.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Cervejaria Bopp

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita ao Vila Flores
O Vila Flores, participa também do Distrito Criativo. São dois prédios de 3 andares, projeto original do importante arquiteto Josep Lutzenberger, de 1928. Um dos primeiros prédios de apartamentos da cidade. Hoje é o espaço de um projeto de revitalização e economia criativa, o Vila Flores. João Wallig, proprietário do Vila Flores, apresentou o projeto.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Vila Flores

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Vila Flores

Foto Jorge Piqué.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Vila Flores

Foto Jorge Piqué.

Tempero Rosa
Passamos pelo Tempero Rosa, que participa também do Distrito C, e é um bar e restaurante muito frequentado por arquitetos em Porto Alegre.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Tempero Rosa

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita ao 4º Distrito
No 4º Distrito foram visitadas as avenidas Roosevelt, São Pedro, Polônia, Sertório, Voluntários da Pátria e Farrapos.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | Moinho Chaves

Moinho Chaves, de Theo Wiederspahn, projetado em 1919 e inaugurado em 1921. Foto Jorge Piqué

Retorno ao CC100
À tarde houve uma apresentação do projeto, realizada por Auber Césaro, no MULTIESPAÇO A, do CC100, um espaço para  workshops, reuniões, palestras, cursos, aulas, etc.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | CC100

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | CC100

Foto Lúcia C. Melchiors.

Visita da Univates ao Distrito C & 4º Distrito | CC100

Foto Lúcia C. Melchiors.